sábado, 30 de maio de 2015

Tilápia Jurerê Ou Saint Peter Jurerê


Tilápia ou Saint Peter Jurerê
Este prato foi elaborado nas férias de março, término daquelas de Portugal. Enfim descansei!
O nome Jurerê faz referência a praia a qual estava hospedado.Fica localizada na Ilha da Magia - Florianópolis - SC.

O Peixe comprei congelado no supermercado, embora em algumas redes varejistas pode-se encontrar “fresco”. 

Mas antes da receita você leitor sabe a diferença entre Tilápia ou Saint Peter? 
Qual você prefere? 
Qual você compra?

É interessante como cada vez mais se vê o nome Saint Peter nas peixarias e cardápios de restaurantes. Mas afinal, que peixe é esse? Para tranquilizar ou talvez, para nossa surpresa, Tilápia e Saint Peter são os mesmo peixes, de espécies diferentes.
A Tilápia talvez seja a espécie de peixe que melhor se adaptou ao nosso país. Inicialmente provenientes da África, nossos lagos e represas foram colonizados pela espécie Rendalli, a Tilápia mais comum, de pequeno porte e com algumas listras no corpo. Depois dela vieram as Tilápias do Nilo, de maior porte e mais esportivas, tanto que são as estrelas da maioria dos pesqueiros.

Em seguida apareceram as Tilápias Vermelhas, divididas em duas espécies: Vermelhas e Saint Peters. Embora sejam bastante parecidas, são duas espécies com origens diferentes. Enquanto a Saint Peters é originária de Israel, a Vermelha tem sua origem na África e Jamaica. Dentre as Tilápias de cor avermelhada, podemos dizer que Saint Peters é uma marca registrada, exclusiva desse tipo.

Hoje se encontra Tilápia em praticamente todos os supermercados e peixarias do país - nas formas inteira, filé fresco e filé congelado e é também cada vez mais freqüente ver esse peixe no cardápio de restaurantes, principalmente os de comida japonesa (como opção de peixe branco).
Então agora você já sabe: Saint Peter é Tilápia. Isso não quer dizer que se em algum lugar você encontrar o nome Tilápia e não Saint Peter quer dizer que o produto será ruim. Não. Como dito anteriormente a Tilápia pescada nos rios está cada vez menos presente nos supermercados e restaurantes. Assim, pode consumir tranquilamente e com a certeza de que será um peixe de carne branca, sem espinho e com sabor suave. Se não for, reclame, pois os produtores tem feito um excelente trabalho e Tilápia de altíssima qualidade é produzida e muito ofertada no mercado nacional. Ah! Importante: internacionalmente este peixe é conhecido como Tilápia e não Saint Peter.

A Receita
Ingredientes
- 800g a 1kg de peixe, de acordo com o pacote
- 1 pimentão
- batatas pré-cozidas em forma de palito –q/b
- cebolas cortada em rodelas – q/b
- alho, sal e pimenta moída a gosto
- cheiro verde a gosto
- azeite a gosto
- suco de 1 ou 2 limões para temperar
- azeite
- opcional 1: castanhas picadas e amêndoas – q/b
- opcional 2: queijo ralado na hora.

Como fazer
1) Após descongelar o peixe, seque com papel toalha para absorver a umidade excedente
2) Tempere os peixes com limão, sal, alho e pimenta. Deixe marinando.
3) Corte os pimentões, as cebolas e as batatas pré cozidas
4) Em um refratário untado ou regado de azeite, coloque as batatas no fundo, após as cebolas, de forma a fazer um fundo para não deixar o peixe grudar.
5) Após estas camadas deite os peixes e por cima o caldo da marinada.
6) Por cima os pimentões e as castanhas/amêndoas. As castanhas estão presentes para dar um “croc” no prato.
7) Asse por 20 minutos.

8) Como acompanhamento: arroz e batata palha.